sexta-feira, 3 de junho de 2016

Panorama mundial: as últimas décadas do século XIX e as primeiras do século XX.




          No início desse ano letivo usamos uma inversão na sequência do programa de história do 9º ano. Estudamos a "História do Tempo Presente" focando nos acontecimentos recentes do Brasil.
          Agora, precisamos completar nossos estudos recuando bastante no tempo, até o século XIX. O melhor caminho agora é o que começa pela visão geram das questões políticas, sociais e ideológicas e culturais das últimas décadas do século XIX e início do século XX.
          Quase no final de nosso programa de história no 8º ano estudamos a respeito da "Segunda Fase da Revolução Industrial". Vimos que uma das consequências da industrialização em alguns países foi o surgimento de grandes potências. Alguns países se tornaram especialmente poderosos e ricos.
          Vejamos tudo isso por partes.
          Tecnologia - atualmente estamos habituados a esperar novos avanços técnicos, cada vez mais sofisticados, para facilitar a vida ou nos divertir.


          Esse comportamento começou a se desenvolver nas sociedades urbanas na época da Revolução industrial. Principalmente nas últimas décadas do século XIX e nas primeiras do século XX.
          Vamos observar alguns dos fantásticos avanços que, naquela época mudaram drasticamente as vidas das pessoas.
locomotiva à vapor do início do século XIX

locomotiva à vapor do início do século XX




trem de alta velocidade - época atual




navio à vapor e à vela simultaneamente
navio à vapor no início do século XX

navio atual

automóvel do século XIX

automóvel do início do século XX
 
caminhão no final do século XIX
 

 
ônibus no início do século XX

telefone do início do século XX

telefone do início do século XX

o telégrafo era usado na comunicação à distância
  
Gramofone - máquina de reproduzir música


        Imperialismo - foi caracterizado pelas relações internacionais da época. As grandes potências com os países menos desenvolvidos e as disputas entra as potências.
          Grandes Potências – Inglaterra, França, Alemanha, EUA, Itália, Bélgica e Japão. Havia também algumas que se destacavam sem ser tão desenvolvidas: Holanda e Rússia.


        A euforia do desenvolvimento técnico fez com que se crescesse a crença de que a humanidade alcançaria a riqueza generalizada em breve.  
          Na França essa fase de euforia devido ao enriquecimento ficou conhecida como “La Bèlle Èpoque”, para os britânicos era a continuação da “Era Vitoriana”.


          As grandes potências disputavam a liderança mundial, mercados consumidores e domínios sobre territórios coloniais (neocolonialismo). Principalmente na Ásia e na África, mas tentavam também na América Latina e Oceania.
 
         Desenvolveu-se a crença de que os brancos europeus teriam cultura superior aos demais povos do mundo. Por conta disso, justificavam os domínios coloniais dizendo que tinham a missão de civilizar os povos de outros continentes (teoria da superioridade racial do branco europeu ou “darwinismo social”).
         As tentativas de expansão dos domínios e ampliação dos mercados consumidores levaram as grandes potências a constantes atritos, rivalidades e, por fim, grandes guerras: Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918) e Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945).

          Bem, com relação a essas guerras, creio ser mais produtivo esperarmos um pouco para estudá-las. Vamos pensar um pouco no Brasil nessa época da transição do século XIX para o século XX. Teremos uma postagem especial para isso.
             Peço que aguardem.



Nenhum comentário:

Postar um comentário