sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Reforçando e ampliando conhecimento




          Vale lembrar que o Império brasileiro terminou com o "Golpe de Estado" conhecido como "Proclamação da República" (15 de novembro de 1889). A elite militar associada a parte da elite latifundiária resolve substituir a Monarquia parlamentarista (às avessas) e unitária pela República presidencialista e federativa
          Vamos aproveitar e fazer uma panorâmica das possibilidades de formas de organização política e administrativa existentes no mundo atual. 

          As monarquias podem ter organização política absolutista, como é o caso da Arábia Saudita, Jordânia, Nepal e do Vaticano. Podem ser também parlamentaristas, como ocorre na Grã Bretanha, Espanha, Suécia, Dinamarca e Japão. Alguns organizam-se administrativamente como unitários (decisões centralizadas) outros como federalistas (com autonomia nas diversas regiões).
          Algumas repúblicas podem ter organização política presidencialista, como é o caso dos Estados Unidos, Argentina, México, África do Sul e Brasil. Mas outras podem ser parlamentaristas, como acontece na França, Itália, Portugal, Grécia e Alemanha. Também as repúblicas podem ser organizadas administrativamente como unitárias ou federalistas.

          Há países com ótimo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) em quase todas as opções de formas de organização política e administrativa. Nos tempos atuais em que o Brasil sofre com escândalos políticos, é interessante revermos a reportagem do "Jornal da Band" sobre a Suécia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário