sábado, 1 de agosto de 2015

Sugestão de viagem de férias (2): me divertindo e aprendendo

            Nessas férias fiz uma viagem que recomendo aos estudantes do Colégio Pedro II. Fui ao Uruguai, um dos países vizinhos do Brasil ao sul da América do Sul.


             O passeio é bem bacana. O frio não atrapalhou, foi só usar bastante agasalho.

             A cidade de Montevidéu, capital do Uruguai, é bonita, limpa e arborizada. Essa foto foi feita na região conhecida como Cidade Velha, por ter ainda muitas construções antigas: algumas do século XVIII, outras do século XIX e do início do século XX.



            Protegendo a entrado da Cidade Velha há uma grande estátua equestre do General Artigas. Pouco conhecido no Brasil, Artigas foi um dos personagens mais enigmáticos na história de nossos vizinhos. Figura central nas lutas pela independência da América, ele é considerado o herói nacional do Uruguai. - E um dos poucos mitos latino-americanos que mantêm boa fama, quase 200 anos após sua morte. Até hoje, turistas brasileiros se espantam com a atmosfera solene que reina no túmulo de Artigas.





             "Ele defendeu a liberdade civil e religiosa em toda a sua extensão imaginável - e suas ideias se parecem, de forma surpreendente, com a defesa atual da diversidade multicultural", diz o historiador uruguaio Nelson Caula, autor da biografia "Artigas Nemorañé", lançada em 2012. "Não é exagero dizer que o Uruguai laico e liberal deste início do século 21 seja, em grande parte, herança de Artigas."

             Atravessando a "Plaza Independencia", nas costas da estátua do General Artigas, encontrei o portão de entrada da cidade Velha, da época da fundação.



             Passando por esse portal pude encontrar museus, livrarias, galerias de arte, feiras de artesanatos e a arquitetura com grande mistura de estilos.


             Destaquei como exemplo essa livraria que por dentro é refinada e agradável. Variada e aconchegante. Daqueles tipo de local que nos dá vontade de permanecer por longo tempo.



             Olhando por fora, o prédio da livraria "Puro Verso" é de refinada beleza.


             Para quem gosta de praias, há uma ótima sugestão também, mas não é em Montevidéu. Afastada da capital uruguaia encontrei um balneário famoso chamado "Punta Del Este". Nele encontrei praias de mar aberto bastante boas.

             Mas estava muito frio para um banho de mar. Talvez se formos durante o verão...
             Mesmo assim, vi coisas bastante legais nessa cidade. As soluções para passear na orla são bacanas.


             Encontrei coisas bem estranhas também. Veja essa.


             Mas, eu não estava satisfeito ainda.

             Para quem gosta de história, o Uruguai é um país com atrações especiais. 
             Na época colonial foi alvo de disputas entre portugueses e espanhóis, que queriam controlar a foz do Rio da Prata (entrada da bacia hidrográfica que dá acesso, pela navegação, a amplas regiões do interior da América do Sul).
             Em 1680 os portugueses tiveram uma ação ousada ao ocuparem a região fundando a "Colônia do Santíssimo Sacramento", que existe até hoje. Esse local foi o centro das disputas luso espanholas até a época de Dom João VI, de Dom Pedro I e de Dom Pedro II.
             Fui até lá para ver.


             A cidade de Colônia de Sacramento é um pouco longe de Montevidéu. A estrada para chegar até lá tem trechos muito interessantes e estranhos. Quando cheguei lá, vi recantos que me pareceram parados no tempo. Presos a uma época distante.


             Mesmo as coisas modernas do lugar convivem com vestígios de séculos passados.


             Um belo pórtico de entrada, entalhado em granito, é um dos poucos vestígios da ocupação portuguesa.


             Além do portão de entrada, encontrei também o que restou de um farol construído pelos militares portugueses do século XVII.



             A briga entre portugueses e espanhóis, na fase colonial, e entre brasileiros e argentinos, a partir do século XIX, objetivava o domínio da "Banda Oriental do Uruguai", será assunto de aulas de história. - O que não vem ao caso agora.

             A viagem foi muito boa para mim. Procurei mostrar uma pequena parte do que vi e fiz por lá. Para você saber de maiores detalhes, só conversando pessoalmente ou dando uma chagadinha ao Uruguai nas próximas férias.
             Fica para você a minha sugestão de viagem.






Um comentário:

  1. Wagner, fiquei com vontade de conhecer o Uruguai! Parabéns pelo Blog!

    ResponderExcluir